janeiro/2013 Dakar 2013: Michelin vitoriosa em todas as categorias

Os pneus da Marca francesa dominaram o mais famoso Rally do mundo e venceram nas categorias Automóvel, Moto e Caminhão

Em seu retorno ao DAKAR, na categoria Automóvel (sua última corrida e vitória havia sido em 2001), a marca MICHELIN triunfou na edição de 2013. O domínio dos parceiros da MICHELIN demonstrou que os pneus da fabricante francesa responderam plenamente às exigências desta prova extrema, que requer pneus seguros, robustos e versáteis. Os pneus MICHELIN LATITUDE C, na categoria Automóvel, os MICHELIN DESERT Race e Bibmousse, na categoria Moto, e os MICHELIN XZL, que equiparam os Caminhões, permitiram aos pilotos dominar, por igual, um traçado por vezes muito difícil devido ao mau tempo.

O DAKAR 2013 também ofereceu à MICHELIN a oportunidade de realizar ações que ilustram o compromisso do Grupo com a segurança rodoviária, assim como o respeito pelo meio ambiente. A implementação, na América do Sul, das dez regras de ouro da boa condução, desenvolvidas em colaboração com a Federação Internacional do Automobilismo (FIA), foi um dos importantes eixos do compromisso de cidadania do Grupo. Além disso, todos os pneus usados pelos participantes no DAKAR 2013 serão reutilizados: 58% servirão para produzir energia e 42% serão integrados à produção de asfalto e outros produtos de superfície.

Categoria Automóvel - MICHELIN LATITUDE C: robustez e polivalência como resultado

Com a sua vitória na categoria Automóvel, Stéphane PETERHANSEL conseguiu seu quinto triunfo no DAKAR ao volante do MINI All4 Racing da equipe X-Raid (o décimo-primeiro título no DAKAR para o piloto francês se somarmos suas seis vitórias na categoria Moto) e permitiu à MICHELIN subir ao mais alto degrau do pódio em seu retorno ao DAKAR. O novo pneu MICHELIN LATITUDE C, único para todos os parceiros da empresa de Clermont-Ferrand, e proibido pelo regulamento de sofrer qualquer modificação de sua escultura (especialmente os cortes), demonstrou ser suficientemente robusto para enfrentar centenas de quilômetros de pistas (pedras, fesh-fesh etc.) e para encaixar os esforços mecânicos dos veículos (peso, potência, torque motor). Ao mesmo tempo, este pneu demonstrou ser muito polivalente ao adaptar-se às condições, por vezes extremas, encontradas durante a corrida: temperaturas muito frias e elevadas no deserto, capacidade de se sobressair nas dunas de areia e manter as altas velocidades nas pistas de terra. Essas características do MICHELIN LATITUDE C, que beneficiaram os pilotos do DAKAR durante a prova, também são necessárias para os motoristas sul-americanos em seus deslocamentos diários realizados em uma malha rodoviária que é apenas 20% asfaltada. Logo, o DAKAR é, para a MICHELIN, uma valiosa experiência técnica, que contribui para o desenvolvimento dos pneus-padrão ainda mais seguros e duráveis, desenhados especialmente para seu uso na América do Sul e na Ásia.

Categoria Moto – MICHELIN DESERT Race e MICHELIN Bibmousse: um par de ases

As equipes de moto da MICHELIN ganharam todas as etapas do DAKAR 2013, fazendo com que o duo MICHELIN DESERT Race / MICHELIN Bibmousse fosse um equipamento indispensável para a vitória. O êxito de Cyril DESPRES com a KTM 450 oficial de “fábrica” se concretizou ao final de uma prova na qual o piloto de Andorra atacou sem poupar o homem e a máquina. O trabalho iniciado pelos engenheiros da MICHELIN no desenho de um pneu, ao mesmo tempo robusto e gerenciável, proporcionando tração e durabilidade, rendeu seus frutos. O pódio foi totalmente dominado pelas cores amarela e azul. O MICHELIN Bibmousse, desenvolvido para ser usado com os pneus de competição off-road da empresa, foi confirmado mais uma vez como um grande trunfo para os pilotos do DAKAR. Este produto, altamente tecnológico, substitui o ar dentro do pneu, eliminando o risco de um furo e otimizando o comportamento do pneu.

Categoria Caminhão – MICHELIN XZL: a força em sua carcaça

Durante duas décadas, o pneu MICHELIN XZL foi escolhido por mais de 70% dos competidores do DAKAR. Este pneu MICHELIN de série para veículos pesados foi desenvolvido para ser usado em terrenos pouco consistentes (areia, barro etc.). Ele proporciona uma motricidade exemplar, inclusive quando o caminhão tem um torque muito elevado, e oferece uma grande capacidade de carga. Sua carcaça, robusta e flexível ao mesmo tempo, permite rodar com pressões muito baixas para atravessar terras fofas. O composto utilizado na escultura desse pneu MICHELIN, disponível no mercado, foi desenvolvido para resistir às agressões e às perfurações. Assim, com suas qualidades, o MICHELIN XZL, dimensão 14.00R20, contribuiu para os três primeiros lugares da equipe russa KAMAZ, parceira histórica da fabricante francesa de pneus nos ralis mais difíceis do mundo.

Pascal COUASNON, Diretor mundial de Competição da Michelin, lembrou as razões do compromisso tri anual do Grupo com o DAKAR e expressou sua satisfação com os resultados da edição 2013: "A Michelin tem um interesse particular nas competições que tenham sentido para a mobilidade futura. Como parceira técnica do DAKAR, a Michelin deseja que a experiência adquirida nessa prova beneficie o maior número possível de motoristas, motociclistas e profissionais do transporte. Gostaria de agradecer aos nossos parceiros nas três categorias que participamos: em primeiro lugar, porque as vitórias deles também são as dos pneus MICHELIN e, depois, porque cada piloto atua tanto como desenvolvedor como embaixador da MICHELIN. Por fim, quero destacar o trabalho da nossa equipe no terreno, que realizou milhares de operações e disponibilizou para todos os pilotos, tanto os profissionais como os amadores, seu “savoir-faire” acumulado de décadas de participação da MICHELIN no rallye-raid mais extremo do mundo".

Cabe ressaltar que a Michelin está presente na América do Sul desde 1913 tendo, igualmente, uma agência comercial na América Central. Os números de sua atividade são:

  • Sede: Rio de Janeiro, Brasil
  • Número de funcionários: mais de 6.000
  • Investimentos: 1 bilhão de euros entre 2006 e 2012
  • Marcas comercializadas: MICHELIN, BFGoodrich e Uniroyal
  • 5 fábricas: 3 no Brasil e 2 na Colômbia
  • 6 agências comerciais: Argentina, Chile, Equador, Panamá, Peru e Venezuela
  • MICHELIN n° 1 no Brasil e na América do Sul no mercado de pneus radiais para veículos de Carga
  • MICHELIN n° 1 no Brasil e na América do Sul no mercado de pneus radiais para veículos de Mineração e Terraplenagem
  • Recapagem de pneus de Caminhões e Ônibus com o Serviço MICHELIN Refill

_______________________________________________________________________________________
A missão da Michelin, líder mundial da indústria de pneus, é contribuir de maneira sustentável para a mobilidade das pessoas e dos bens. Dessa maneira, o Grupo fabrica e comercializa pneus para todo tipo de veículo, incluindo aviões, automóveis, motocicletas, mineração e terraplenagem, caminhões e até mesmo para os ônibus espaciais da NASA. A Michelin também presta serviços digitais de ajuda à mobilidade (ViaMichelin.com) e publica guias turísticos, guias de viagem, guias de hotelaria e de alimentação, mapas e atlas rodoviários. O Grupo, cuja sede é localizada em Clermont-Ferrand (França), está presente em 170 países, emprega 109 mil pessoas no mundo inteiro e possui 72 unidades industriais implantadas em 19 países. (www.michelin.com)


PRINTER PRESS COMUNICAÇÃO CORPORATIVA
Assessoria de Imprensa da MICHELIN

Robson Rodrigo (robson@printerpress.com.br) – (11) 5582-1620
Priscila Carvalho (Priscila@printerpress.com.br) - (11) 5582-1618

 

 Voltar
 

Copyright © 2015 MICHELIN todos os direitos reservados