outubro/2015 Semana Nacional do Trânsito 2015 – 18 a 25 de setembro – MICHELIN: DICAS PARA UM TRÂNSITO MAIS SEGURO – PNEUS DE MOTO

MICHELIN: DICAS PARA UM TRÂNSITO MAIS SEGURO

 

Com a missão, há mais de um século, de contribuir para uma melhor mobilidade, oferecendo aos clientes mais eficiência, menor impacto ambiental e, principalmente, mais segurança, a Michelin adere ao tema da Semana Nacional do Trânsito 2015, “Seja você a mudança no trânsito”. A empresa aproveita a data para levar aos motociclistas dicas que mostram que cuidados básicos com os pneus, não apenas evitam o seu desgaste prematuro, como proporcionam uma maior segurança a todos.

“Deve ser realizada uma série de verificações, principalmente de alguns componentes fundamentais das motos e dos acessórios que devem ser usados pelos motociclistas, como capacetes e luvas. Além do cuidado preventivo, é necessário ficar atento à sinalização e ao risco de trafegar pelos corredores e fazer ultrapassagens perigosas”, aconselha Flávio Santana, gerente de Marketing Produto da Michelin América do Sul.

Os pneus são parte importante do sistema de segurança veicular. Por isso, escolher modelos que proporcionam total segurança e aderência ao solo é essencial. A Michelin desenvolveu, para uso urbano diário, a gama MICHELIN City Pro, perfeitamente adaptada às necessidades dos pilotos de motos de baixa cilindrada (até 150cc), que costumam percorrer mais de 100 km/dia, muitos deles com mercadorias para entregar ou acompanhados por passageiros.

“O pneu é o único ponto de contato de um veículo com o solo e, no caso da motocicleta, esta questão é potencializada. Além de segurança, os motociclistas precisam de pneus que ofereçam mais durabilidade e resistência, assim como o MICHELIN City Pro. Além de ampla aderência em piso molhado, ele proporciona um excelente desempenho de quilometragem e uma ótima resistência a perfurações”, afirma Flávio Santana, engenheiro e gerente de produtos da Michelin.

Além da escolha do modelo certo, é preciso avaliar o estado de conservação e calibragem dos pneus. “A pressão recomendada varia de acordo com o peso e se há garupa. O ideal é que a calibragem seja feita quinzenalmente e antes de pegar a estrada, sempre seguindo a quantidade de libras indicada no manual do fabricante”, aconselha o especialista.

Utilizar calibragem diferente da especificada coloca em risco a estabilidade da moto, a segurança do piloto e do garupa, compromete a vida do pneu e aumenta o consumo de combustível, elevando, consequentemente, os níveis de emissão de gases poluentes na atmosfera.

É importante também saber a hora certa de trocar os pneus. Os fabricantes desenvolveram o TWITread Wear Indicator (“Indicador de Desgaste da Banda de Rodagem” em português), com uma pequena seta ou a própria sigla na lateral do pneu. Seguindo estes indicadores, há uma área elevada entre os sulcos. Se o pneu estiver no mesmo nível da elevação, está na hora de trocar.

MICHELIN E A SEGURANÇA NO TRÂNSITO

Entre as missões da Michelin para 2020, está a promoção da melhoria da qualidade de vida através de uma mobilidade sustentável. Muitos têm sido os exemplos de ações que demonstram o comprometimento da empresa com o tema. O apoio a iniciativas como a Década da Ação pela Segurança no Trânsito, lançada em 2011 pela ONU, que tem como objetivo reduzir em 50% o número de mortes no trânsito até 2020, e à divulgação das GOLDEN RULES (Regras de Ouro no Trânsito) da FIA - Federação Internacional de Automobilismo, traduzem este compromisso.

Em 2014, a empresa ainda lançou o MICHELIN Best Driver, programa que percorreu sete capitas e 15 universidades brasileiras de setembro a outubro, para conscientizar jovens universitários sobre os perigos do trânsito.  No total, mais de 25.000 universitários participaram e cerca de 1.000 estudantes se inscreveram na competição.

 

A missão da Michelin, empresa líder na indústria de pneus, é contribuir para a melhoria da mobilidade das pessoas e das mercadorias de forma sustentável. Para isso, o Grupo Michelin fabrica e comercializa pneus para todos os tipos de veículos, de aviões a automóveis, passando pelos pneus para motocicletas e bicicletas, pneus para os equipamentos de mineração, de terraplanagem e de uso agrícola, assim como pneus para ônibus e caminhões. Michelin propõe também serviços informatizados de ajuda à mobilidade (ViaMichelin.com) e edita guias de turismo, de hotelaria e de gastronomia, assim como mapas e atlas rodoviários. O Grupo Michelin, cuja sede se localiza na cidade de Clermont-Ferrand, França, está presente em mais de 170 países, emprega 112,300 pessoas e tem 68 unidades de produção em 17 países diferentes. (www.michelin.com.br). O Grupo possui um Centro de Tecnologia encarregado pela pesquisa e pelo desenvolvimento com operações na Europa, na América do Norte e na Ásia. (www.michelin.com).

 Voltar
 

Copyright © 2015 MICHELIN todos os direitos reservados