junho/2011 GUIA VERDE MICHELIN RIO DE JANEIRO EM PORTUGUÊS É LANÇADO EM SÃO PAULO

Objetivo do Rio de Janeiro é estimular o turismo doméstico, ou seja, dentro do próprio país.

O turismo no Rio de Janeiro ganha uma nova estrela. A Michelin, em parceria com o Governo do Estado, lança nesta quinta-feira (09/06), às 19h, a versão em português do Guia Verde Michelin Rio de Janeiro, o primeiro dedicado a um estado da América Latina. O evento, para cerca de 300 pessoas, acontece em São Paulo, no Espaço Leopolldo, que será totalmente adaptado para ter a cara do Rio e receberá o show da cantora Roberta Sá.

A escolha da capital paulista para o lançamento não é por acaso. A ideia do governador do Rio de Janeiro, Sérgio Cabral, é estimular o principal mercado do país a visitar ainda mais as atrações turísticas do estado. Hoje, os paulistas representam quase 15% do turismo interno fluminense e têm grande poder de consumo, correspondendo a cerca de 25% do total gasto por visitantes brasileiros no estado.

– É um orgulho muito grande para o nosso estado merecer uma edição em português do Guia Michelin, essa bíblia do turismo internacional. O Rio de Janeiro tem um calendário extraordinário de eventos internacionais nos próximos anos, entre eles a Copa de 2014 e os Jogos Olímpicos de 2016, e este lançamento é a maior prova do protagonismo do Rio como destino turístico cada vez mais procurado no mundo – diz o governador Sérgio Cabral.

O presidente da Michelin para a América do Sul, Jean-Phillippe Ollier, destaca que o guia é uma referência internacional:

– O Guia Michelin é uma referência para os turistas do mundo inteiro. Estamos muito felizes em poder contribuir para o aumento do turismo doméstico no Rio de Janeiro com esta versão em português – afirma Ollier.


Guia Verde Michelin Rio de Janeiro

O Guia Verde Michelin Rio de Janeiro descreve a rica história deste estado, mostra a sua peculiar geografia, a sua cultura e os seus diversos monumentos, além de indicar passeios e uma seleção de bons endereços para fazer compras, comer e se hospedar. Onze mapas do Rio ajudam os leitores a se localizarem.

Na capital, o livro se divide em bairros e apresenta opções de lugares e atrações, alguns desses classificados com estrelas que indicam o interesse turístico de cada um deles: uma estrela significa “interessante”; duas estrelas, “recomendado”; e três estrelas, “altamente recomendado”. O guia, além das dicas tradicionais como as famosas praias de Ipanema e Copacabana, o Cristo Redentor e o Pão de Açúcar, revela outros pontos menos conhecidos mas que merecem a atenção do turista como o Sítio de Burle Marx, o Museu Casa do Pontal, a Igreja de São Francisco da Penitência no Morro de Santo Antonio, a Ilha Fiscal e o próprio Palácio Laranjeiras, local de eventos oficiais do Governo do Estado.

O Guia Michelin valoriza ainda a exuberante natureza fluminense, com o Parque Nacional da Tijuca, o Jardim Botânico, o Parque Nacional de Itatiaia e a Ilha Grande, assim como as históricas cidades de Petrópolis e Paraty e as fazendas do Vale do Café. Para cada uma dessas localidades, há um serviço completo: desde a melhor forma de chegar e se hospedar até dicas de atrações para adultos e crianças.

Há também informações úteis para que os viajantes aproveitem bem a sua estada no Rio de Janeiro, o que inclui uma lista com “cybers cafés” até os usos e costumes locais, para que o leitor possa conhecer e se integrar ao estilo de vida do carioca. Isso sem falar na indicação dos meios de transporte mais práticos.

Com tiragem inicial de 10 mil exemplares, o Guia Verde Michelin Rio de Janeiro em português tem 286 páginas e estará à venda em todo o Brasil a partir do próximo dia 10 de junho. O preço sugerido é de R$ 30. Essa versão poderá ser encontrada nas principais livrarias do país.

Todos os Mapas e Guias Michelin podem ser comprados também pela internet, nos sites www.cartesetguides.michelin.com ou www.michelin-boutique.com.

 Voltar
 

Copyright © 2017 MICHELIN todos os direitos reservados