maio/2014 Michelin anuncia o primeiro Guia MICHELIN da América do Sul

Referência mundial em matéria de gastronomia, a publicação contemplará as cidades do Rio de Janeiro e de São Paulo e será lançada em março de 2015.

Foi anunciado nesta terça-feira, 27 de maio, o lançamento do primeiro Guia MICHELIN da América do Sul. A publicação que, há mais de um século oferece uma seleção dos melhores restaurantes e hotéis de diversas regiões do mundo, terá, a partir de março de 2015, uma edição bilíngue, português-inglês, dedicada às cidades do Rio de Janeiro e São Paulo. O Guia MICHELIN Rio & São Paulo seguirá o modelo dos novos Guias MICHELIN, com fotos dos estabelecimentos e pratos, despertando a curiosidade e o interesse dos seus leitores.

Em cerimônia realizada na Sala São Paulo (SP), Michael Ellis, Diretor Internacional dos Guias MICHELIN, falou sobre a contribuição da publicação para o desenvolvimento da gastronomia e da hotelaria, duas atividades que geram milhões de empregos no mundo inteiro. O executivo destacou por que as cidades do Rio de Janeiro e de São Paulo foram escolhidas para este primeiro Guia MICHELIN da América do Sul. “Estamos felizes em partir rumo à descoberta da paisagem gastronômica dessas duas metrópoles, que já são referências na gastronomia mundial, e oferecer ao nosso público uma seleção de seus melhores restaurantes e hotéis. Vamos cobrir todos os orçamentos, gostos e preferências e, com isso, nossos leitores vão poder descobrir uma gastronomia brasileira sutil e versátil, semelhante à imagem da sociedade brasileira, diversificada e multicultural”, explica.

“A presença do Grupo Michelin no Brasil é histórica, já que nossa atividade comercial começou em 1927 e não parou mais de crescer no país. Essa presença nos permitiu manter uma sólida relação com o Brasil e desenvolver diversas ligações, tanto no plano econômico e industrial, como no social e cultural, possibilitando compreender a cultura, os valores e a arte de viver dos brasileiros”, afirma Claire Dorland Clauzel, membro do Comitê Executivo do Grupo Michelin.

Segundo Damien Destremau, vice-presidente da Michelin América do Sul, onde é responsável pela linha de pneus de passeio, caminhonete e moto, “a missão do Guia MICHELIN, desde a sua criação em 1900, está perfeitamente alinhada à missão de todo o Grupo Michelin: promover uma melhor mobilidade. Com o Guia MICHELIN Rio & São Paulo, vamos desenvolver uma relação ainda mais próxima e emocional dos usuários com a nossa marca e aumentar a sua notoriedade”.


O Guia MICHELIN

O principal objetivo dos Guias Michelin é acompanhar seus usuários em seus deslocamentos, fazendo com que eles sejam mais seguros e prazerosos.

Respeitando as especificidades e as tradições locais e analisado a manifestação das culturas através da gastronomia e da arte de acolher, o Guia MICHELIN tem um método internacional de seleção, que destaca os melhores, mas de forma homogênea em todo o mundo. O Guia MICHELIN revela, ano após ano, o dinamismo da gastronomia mundial, evidenciando novas tendências culinárias e talentos.

O Guia MICHELIN foi lançado na França em 1900 e está sempre atravessando novas fronteiras. Enquanto a Europa foi rapidamente coberta pelo Guia MICHELIN, só em 2005 a publicação chegou aos Estados Unidos, com o Guia MICHELIN Nova Iorque, seguido, no ano seguinte, pelo de São Francisco. Em 2007, o Guia MICHELIN chegou à Ásia, mais exatamente ao Japão: o primeiro Guia MICHELIN Tóquio registrou imediatamente um grande sucesso, com mais de 120 mil exemplares vendidos em menos de 24 horas. Em 2008, a República Popular da China ganhou o Guia MICHELIN Hong Kong & Macau.

Atualmente, a seleção de Guias MICHELIN é composta por 23 guias, que cobrem 23 países em 3 continentes e reúnem mais de 45 mil estabelecimentos no mundo. Cobiçado por um grande número de cidades e países, o Guia MICHELIN hoje faz parte do patrimônio cultural de diversas nações. Sua publicação, que cada vez mais desperta a atenção da mídia, sempre é aguardada com grande expectativa, tanto pelos profissionais como pelo público em geral.

Seu desenvolvimento internacional está, naturalmente, associado à política de expansão industrial do Grupo Michelin. Porém, a qualidade da gastronomia do país ou da cidade, a quantidade de restaurantes e hotéis, o número de estabelecimentos com potencial para merecer estrelas e o universo presumido de leitores são alguns dos elementos levados em conta na escolha de um novo destino.

A missão da Michelin, empresa líder na indústria de pneus, é contribuir para a melhoria da mobilidade das pessoas e das mercadorias de forma sustentável. Para isso, o Grupo Michelin fabrica e comercializa pneus para todos os tipos de veículos, de aviões a automóveis, passando pelos pneus para motocicletas e bicicletas, pneus para os equipamentos de mineração, de terraplanagem e de uso agrícola, assim como pneus para ônibus e caminhões. Michelin propõe também serviços informatizados de ajuda à mobilidade (ViaMichelin.com) e edita guias de turismo, de hotelaria e de gastronomia, assim como mapas e atlas rodoviários. O Grupo Michelin, cuja sede se localiza na cidade de Clermont-Ferrand, França, está presente em mais de 170 países, emprega 111.200 pessoas e tem 67 unidades de produção em 17 países diferentes. (www.michelin.com.br). O Grupo possui um Centro de Tecnologia encarregado pela pesquisa e pelo desenvolvimento com operações na Europa, na América do Norte e na Ásia.
 

CONTATOS PARA A IMPRENSA
Renata Guedes – (55 21) 3621-4393 – renata.guedes@br.michelin.com
Glauce Ferman – (55 21) 3621-4870 – glauce.ferman@br.michelin.com

 Voltar
 

Copyright © 2017 MICHELIN todos os direitos reservados