julho/2011 MICHELIN FAZ TESTE INÉDITO PARA COMPROVAR SUPERIORIDADE DOS PNEUS RADIAIS

Pela primeira vez uma empresa mostra ao vivo como a tecnologia radial pode impactar na economia de combustível. Evento será auditado pela Fundação Vanzolini

 A Michelin, pioneira e principal produtora de pneus radiais do mundo, realiza o primeiro teste da América do Sul para comprovar a superioridade desta tecnologia sobre a convencional. Para atestar o real impacto no consumo de combustível de um pneu radial, a Michelin faz, no dia 21, no Customer Center da Volvo, em Curitiba, um comparativo ao vivo que será submetido à auditoria da Fundação Vanzolini.

Para evitar que as variáveis tenham alguma interferência no resultado, todos os cuidados foram tomados. Uma carregadeira Volvo L60F equipada com pneus de tecnologia convencional terá um tanque externo adaptado, para mostrar em tempo real o consumo de combustível. Serão três horas de trabalho. Ao final, o restante de combustível será colocado em um recipiente. Depois acontecerá o mesmo procedimento, a diferença estará somente nos pneus, que serão trocados pelos pneus MICHELIN XHA. Isso quer dizer que o mesmo operador (e assim elimina-se a possibilidade de uma pessoa ter um estilo de conduzir que gaste mais combustível que outra) usará a mesma máquina durante as mesmas três horas para realizar o mesmo trabalho. No fim, o restante de combustível será colocado em outro recipiente, idêntico ao já usado na primeira fase, para a comparação ao vivo.

“É um teste definitivo. Fizemos questão de eliminar qualquer possibilidade de variável e, ainda por cima, teremos uma auditoria externa. Vamos mostrar claramente que os pneus radiais economizam significativamente o consumo de combustível”, diz Gilson Santiago, diretor de pneus para mineração e terraplenagem para Michelin América do Sul.


A Tecnologia Radial

Inventada pela Michelin nos anos 40 e patenteada durante décadas, a tecnologia radial apresenta ainda mais vantagens que a convencional. Além de gastar menos combustível, os pneus radiais aderem com mais facilidade ao molhado, são mais resistentes às perfurações, são mais estáveis, duram o dobro do tempo dos pneus convencionais, além de reduzir o custo / hora trabalhada. Tudo isso se traduz por uma maior produtividade.

“É uma tecnologia que só traz benefícios. E ainda por cima, é ecologicamente correta, já que tem uma vida útil maior e diminui a quantidade de descarte de carcaça”, completa Gilson Santiago.


O MICHELIN XHA

O pneu MICHELIN XHA foi projetado para carregadeiras e motoniveladoras usadas em trabalhos de construção, estocagem de materiais e cargas de caminhões. Esse pneu proporciona ao cliente baixo custo operacional, excelente tração, desempenho excepcional e aumento na produtividade.

A banda de rodagem de longa durabilidade e o desgaste uniforme com baixa resistência na rodagem garantem o baixo custo operacional e, consequentemente, maior economia de combustível. Foram aplicadas lonas de aço para proteção contra furos, proporcionando um deslocamento confortável e estável para o operador da máquina equipada com os pneus MICHELIN XHA.

O pneu MICHELIN XHA conta ainda com forte tração e excelente comportamento em solo inconsistente. A construção radial da carcaça, o talão reforçado e os flancos bem protegidos promovem maior resistência aos golpes e cortes.

 Voltar
 

Copyright © 2017 MICHELIN todos os direitos reservados